Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Semen est Verbum

O verbo é a semente

Semen est Verbum

O verbo é a semente

27.Abr.17

Tolerância de ponto e o Papa.

A manobra do governo de conceder tolerância de ponto aos serviços do estado, no dia da chegada do sumo pontífice da igreja católica romana a Portugal, nada tem de religiosa ou magnânimo.

É uma questão prática. Como tudo o que este governo tem feito, pouca teoria e muita prática (para outras linhas ficará a análise deste comportamento e as suas consequências no devir da nação).

As questões de segurança que se levantam aos responsáveis políticos e das forças de segurança do estado é de ordem mundial. Um dos principais alvos da maior guerra que o mundo enfrenta estará com os pés em solo português. A eventualidade de um ataque, para além de todas as questões de geo estratégia, traria para o país um dos maiores golpes de credibilidade e confiança. O sector do turismo poderia entrar em colapso de um momento para o outro. Os investidores externos fugiriam do pais, e por ai fora, com todas as consequências que se conseguem imaginar.

A tolerância de ponto tem aqui um valor estratégico na tentativa de evitar que algo dessa magnitude possa suceder. Retiram-se da rua as pessoas que se deslocam para os lugares de trabalho, as crianças das escolas e todos os serviços associados: transportes catering e policiamento. 

O contigente policial normalmente associado ao funcionamento das escolas fica livre para poder integrar funções de patrulhamento e vigilância. Os serviços de emergência, que em muitas zonas do pais funcionam em regime de voluntariado, beneficiam com a prontidão de todos os que fazem parte da função pública.

As vias de comunicação ganham mobilidade e tornam-se menos complexas de vigiar. 

O provável bom tempo e o fim de semana prolongado podem proporcionar a deslocação de muitas famílias em direcção às costas, principalmente do Algarve, desviado assim população da zona de maior risco.

Parece-me justificada a tolerância de ponto.

 

5 comentários

Comentar post